Hipnose em Crianças e Adolescentes

Nunca tivemos crianças com tantas posses e com tanta insatisfação. A hipnose clínica está a assumir um papel cada vez mais relevante junto dos nossos jovens, pelo facto de ir ao encontro das suas necessidades e por lhes apresentar resultados a curto e médio prazo. Para os jovens, a hipnoterapia facilita-lhes imenso a vida, por não terem a necessidade de verbalizar factos do passado ou factos que ainda não tem maturidade para descodificar as consequências ou mais-valias, face ao comportamento adoptado.

» Razões para escolher esta terapia :

Os motivos são variados e abrangem problemas como défice de atenção e concentração, dificuldades de aprendizagem e gaguez.

Mas esta terapia também se aplica a situações de hiperatividade, dislexia, alterações comportamentais e de humor, depressão infantil, síndrome de abandono, síndrome de pensamento acelerado, tendência obsessiva compulsiva alimentar, entre outras, como crianças vítimas maus tratos e de abusos sexuais. No caso dos adolescentes, encontramos situações do foro sexual, depressão, dependências químicas, preparação para exames, fobias e, muito especificamente, para o tratamento da fobia de falar em público.

Clínica Dr. Alberto Lopes - Hipnose Regressão

» Como se processa o tratamento?

Inicialmente, falamos com os pais na presença das crianças. Depois, só com a criança. Dependendo da sua idade, os pais podem acompanhar toda a sessão com a criança, caso isso não invada a sua privacidade e crie a inibição do menor. Os pais acompanham a criança ou o adolescente, explanam os seus medos em relação ao jovem. Depois, o tratamento é feito individualmente sem a presença dos pais. O procedimento é igual ao de uma consulta de psicologia.

A criança é informada que ninguém lhe vai tocar. Tomar esse tipo de liberdade ou procedimento com uma criança pode ser traumático. Caso o terapeuta considere útil fazer uma indução através do toque, os pais devem estar presentes. Nessa situação, a criança está de olhos abertos e ser-lhe-á muito bem explicado o fundamento de tal técnica.

As técnicas usadas são as mesmas que nos adultos, o cenário é que difere. No caso de um adulto, podemos utilizar a técnica de levar o paciente ao «lugar seguro de relaxamento». Para um adulto, isso é sinónimo, por exemplo, de se imaginar numa praia, numa montanha ou num campo verdejante.

A mesma técnica aplicada a uma criança poderá ser levá-la a um parque infantil. Cheio de insufláveis, um lugar cheio de cor, seguro, onde ele pode brincar com os seus desenhos animados preferidos. O que pode ser diferente na aplicação das técnicas é cenário sugerido e o tempo de duração. Que depende da capacidade de concentração do indivíduo.

A terapia apoia-se numa taxa de sucesso superior a 75%, nas mais diversas áreas, com um conjunto algumas de sessões.

Dê o primeiro passo!

Queremos dar-lhe a ajuda que necessita. Contacte-nos e conheça-nos.